top of page

A performatividade de uma linguagem engajada em obter

apreensão, resultados e respostas. Apreensão de saberes éticos e estéticos.

Resultados para a saúde física e mental pelo senso e o equilíbrio do

humor. E cuja resposta, se feliz, será obtenção de risos, de gargalhadas, ou

sorrisos. O livro alerta para um cuidar-se, de si e de uns e outros, e para

um tomar cuidado com uns e outros. E um cuidado diário para com seus

humores, como quem lê Nasrudin, como quem toma sol, aprende uma

segunda língua, ou pratica exercícios físicos ou come frutas vermelhas e

folhas verdes. Cuidados com os efeitos de uma linguagem que atrai simpatia

para com interlocutor e para com a mensagem e pode ser refletida

em termos dos cuidados com os gestos de significar o riso na literatura

especializada: superior, intangível, (des) equilibrador, zombeteiro, portador

de incongruências, de alívios e sublimações, por vezes, sublimes. A

“treta” passa por mitos, por objetos; e oferta prêmios e riscos. Os ditos

dizem que é o melhor remédio, embora possa muito em muitos casos,

não poder, nem curar tudo. Os gestos de significar e os modos de dizer

performatizam a ação da linguagem, do (inter)texto, do (inter)discurso e

do funcionamento da comunicação sob a emergência da contra palavra

e sob a forma de apreensão, de réplica e de riso.

É a palavra antes do medicamento, afinal nem tudo é para tanto,

pode nem ser nada disso, e até mesmo ser tudo coisa de muito rir. Até

mesmo para não chorar. Ou ainda mais, signos semiolinguísticos que performatizam

para insinuar, como Barthes, que a verdade da denotação,

da literalidade, do utilitarismo e da lógica racional da linguagem, estes

sim, talvez sejam as maiores ilusões da linguagem, da língua e dos discursos

porque “colam” com vaidades, crenças, valores compartilhados em

bolhas, e formações ideológicas que, do nada, movem uns e outros a

(não) barbarizarem (mais) uns e outros. Essas sim, desde Platão, as maiores

forças da performativade da linguagem. Ao lado, claro do seu antídoto,

as forças performativas das artes&manhas do humor e do riso.

Humor e performatividade da linguagem

R$60,00Preço
  • João Batista Martins